1- Tá bom! Tá bom! Para com isso, porra! Para! Tá bom, eu fico!
2- Você promete?!
1- Sim!!!!
2- Promete?!
1- Prometo!!!
2- Tá, então, me solta!
1- Por que tu tá fazendo isso? Por quê? Por quê? Responde: por quê? Não vai falar nada? O que eu fiz pra merecer isso?
2- Nada, você não fez nada.
1- Me explica, então, o porquê disso.
2- Fica calmo.
1- Não quero ficar calmo.
2- Para de gritar pelo menos.
1- Eu não quero parar de gritar! Que merda! Aaaaaaaah! Porra!
2- Não precisa ficar desse jeito, não precisa ficar tão nervoso, você tem que ser forte.
1- Forte? Eu não quero ser forte, eu não quero ficar calmo. Eu quero gritar! Aaaaaaaaah!
2- As pessoas vão ficar olhando.
1- Deixa todo mundo olhar, não ligo!
2- Você não quer tomar alguma coisa? Só pra se acalmar? Vamo, ali tem um bar. Deve ter alguma coisa pra beber que te deixe mais tranquilo.
1- Já disse que eu não quero ficar tranquilo!
2- Ah, vamo.
1- Não.
2- Para com isso, o que você quer?
1- Eu queria um café.
2- Café? A essa hora? Por aqui? Vai ser difícil.
1- Eu quero café!
2- Tá. Vamo, então, procurar. Em algum lugar deve ter café.
1- Me dá isso!
2- Não, é meu!
1- Eu já disse que vou ficar!
2- É meu!

2- Você tá com frio?
1- Não!
2- Para com isso. Eu tô vendo que você tá com frio. Pega o meu casaco.
1- E tu vai ficar com frio?
2- Não tô com frio.
1- Sabe de uma coisa?
2- O quê?
1- Eu tava pensando e não me lembro como te conheci, como tu apareceu. Não é estranho?
2- É.
1- Eu tô tentando lembrar, mas só uma coisa aparece na minha mente.
2- O quê?
1- O Pequeno Príncipe.
2- Pequeno Príncipe?
1- É, o Pequeno Príncipe, tu não conhece?
2- Não.
1- É um personagem de um livro; na verdade, o nome do livro é esse. É um menino loirinho de roupa azul. Não conhece mesmo?
2- Não.
1- Depois até fizeram um filme e um desenho que passava na tv. Tu nunca viu mesmo?
2- Não.
1- Eu gostava muito de ver o desenho, via todo dia antes de ir pra escola.
2- E o filme e o livro?
1- O quê? Se eu gosto?
2- Sim.
1- O livro é muito bom, mas nunca vi o filme. Por que eu me lembro do Pequeno Príncipe?
2- Como é a história?
1- É um menino que vive sozinho num planeta. Não, ele vive sozinho, mas tem uma rosa que fala. Depois de um tempo, ele resolve conhecer outros planetas, pegando carona com um bando de pássaros ou um cometa, num lembro.
2- E por que isso é legal?
1- Ah, só vendo pra entender. Mas, por que será? Vamo descansar?? Tô cansado.
2- Aqui?
1- É, vamo sentar aqui mesmo.

2- Tá mais calmo?
1- Tô. E como tu tá?
2- Tô ótimo.
1- E esses ferimentos?
2- Vão ficar bons.
1- Tá sangrando ainda?
2- Não, tá tudo bem. Daqui a pouco nem vou mais lembrar deles.
1- Que susto tu me deu, hein! Como é que tu fez aquilo? Me assustou, precisava fazer?
2- Precisava.
1- Por quê?
2- Porque você tem que ficar.
1- Como é que tu fez aquilo com o canivete?
2- Não é um canivete.
1- Sei lá, parecia aqueles filmes de Karatê, Kung fu. Parecia que tu tinha uns dez braços.
2- Não precisa se preocupar, é só você ficar.
1- Eu sei, mas tu sabe que não é fácil.
2- É só ficar.
1- Não é melhor fazer uns curativos, não?
2- Não, eu tô bem.


2- Me dá sua mão.
1- Já?
2- Sim.

Ele levantou a mão esquerda diante dos olhos e viu incontáveis cortes já cicatrizados. Olhou para o outro, para a pequena faca que segurava e atendeu ao seu pedido. O outro segurou-a com todo cuidado e passou lentamente a lâmina pela palma da mão oferecida. Trouxe-a para bem perto de seu rosto, cheirou e lambeu o sangue que escorria. Deixou que mais vazasse do corte e lambeu mais algumas vezes até o sangramento parar.


2- Vamo, tá muito frio.
1- Quer o casaco de volta?
2- Não.


Depois de alguns passos, ele voltou a olhar a mão e pensou quase surpreso como nunca doía.

6 comentários:

  1. dialágo dos frios

    ventos indefiníveis correm pelo texto

    um abraço, Jon!

    Jefferson

    ResponderExcluir
  2. Nossa esse texto mexeu fundo em mim. Me agitou,

    me acalmou, me deu saudades do Pequeno Principe.

    Muito interessante... muito real!!

    ResponderExcluir
  3. Estranho diálogo e final inquietante.
    No entano, interessante.

    ResponderExcluir
  4. Muitas lacunas entre cada frase do diálogo para o leitor preencher. Como todo diálogo é. Eu gosto muito.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Adorei, simplesmente.
    Me lembrei de Pequeno Príncipe, e de um diálogo do Caio F. Abreu.
    Parabéns :-)

    ResponderExcluir